Big Data para os bancos: oportunidade de alavancar sua Carreira

Big Data para os bancos - oportunidade de alavancar sua Carreira

Recentemente, ouvimos falar de Big Data com cada vez mais frequência. No mundo digital de hoje, essa tecnologia também está sendo usada ativamente no setor financeiro. Vamos examinar mais de perto como funciona o Big Data para os bancos.

Veremos como este mercado pode ser uma boa opção para nós Cientistas de Dados e as maneiras como ele garante a segurança cibernética e aumenta a fidelidade do cliente.

Tratamento de dados nos Bancos

Vivemos em um mundo onde muitos setores, incluindo o setor bancário, resolvem problemas graças a um novo modelo de atendimento ao cliente. 

O Data Science in Banking permite analisar e armazenar continuamente todas as informações de fontes tradicionais e digitais, criando uma trilha eletrônica de cada cliente.

O que é o Big Data para Bancos? 

Big Data refere-se a um volume cada vez maior de informações estruturadas e não estruturadas de vários formatos, que pertencem ao mesmo contexto. As principais propriedades dessa tecnologia são volume, velocidade, variedade, valor e veracidade.

Esses conjuntos de dados de várias fontes estão além do que nossos sistemas usuais de processamento de informações podem gerenciar. No entanto, grandes empresas mundiais já estão usando Big Data para atender aos desafios de negócios fora do padrão.

De acordo com a Reuters, em 2019, o Conselho de Estabilidade Financeira divulgou um relatório afirmando a necessidade de monitoramento vigilante de como as empresas utilizam a ferramenta de Big Data. 

As principais incorporações incluindo Microsoft, Amazon, eBay, Baidu, Apple, Facebook e Tencent, têm vastos bancos de dados que certamente lhes dão uma vantagem competitiva. 

Além de suas operações principais, algumas dessas empresas já oferecem a seus clientes serviços financeiros como gestão de ativos, pagamentos e atividades de empréstimo.

A importância do Big Data para os bancos

Assim, as empresas não bancárias podem entrar na área das instituições financeiras devido à disponibilidade dos dados necessários. E quanto ao Big Data em FinTech para os próprios bancos?

A empresa American Banker compilou uma lista das principais tendências do setor bancário na próxima década. Os especialistas consideram o papel crescente dos dados do usuário uma das áreas mais importantes. 

Afinal, se o banco pode prestar ao cliente os serviços e conselhos de que ele precisa naquele momento, é um desempenho de primeira classe.

Alguns bancos lançam aplicativos baseados em IA, onde os usuários podem obter conselhos sobre educação financeira, gastos, poupança e investimento – e tudo isso com base em suas solicitações personalizadas.

Por exemplo, em 2019, o Huntington Bank lançou o aplicativo Heads Up, este alerta os clientes sobre a possibilidade de cobrir os custos planejados no próximo período, de acordo com a dinâmica de seus gastos.

As notificações de faturamento de assinatura permitem que os usuários saibam quando a avaliação gratuita termina e uma taxa de assinatura é cobrada. Outras notificações sinalizam saques errados de valores de contas de clientes, por exemplo, ao pagar em uma loja ou restaurante.

Esses aplicativos usam Predictive Analytics para monitorar transações em tempo real e identificar os hábitos dos consumidores, fornecendo-lhes informações valiosas.

Por que o uso do Big Data para os Bancos está aumentando?

Hoje, os clientes não têm a mesma atitude em relação aos bancos. Considere um cliente de banco há 10 anos atrás – anteriormente, ele tinha que entrar em contato com a agência física do banco para resolver cada um de seus problemas e agora ele pode receber uma resposta para quase todas as perguntas com um processo inteiramente online.

Por que o uso do Big Data para os Bancos está aumentando

O papel das agências bancárias está mudando. Agora eles podem se concentrar em outras tarefas importantes. Os clientes, por sua vez, utilizam aplicativos móveis, têm acesso online constante às suas contas e podem realizar qualquer operação em seus smartphones.

Também é importante que, no mundo moderno, as pessoas estejam mais dispostas a compartilhar informações sobre si mesmas. Eles deixam comentários, marcam sua localização, criam contas nas redes sociais.

Essa tolerância ao risco e a vontade de compartilhar dados pessoais resultam no surgimento de uma grande quantidade de informações de vários canais. Isso significa que o papel do Big Data está aumentando.

Como os bancos usam Big Data

Graças à tecnologia descrita acima, os bancos podem tirar conclusões sobre a segmentação de seus clientes e a estrutura de suas receitas e despesas, entender seus canais de transação, coletar feedback com base em suas análises, avaliar possíveis riscos e prevenir fraudes.

Aqui estão apenas alguns exemplos de como os bancos usam Big Data e quais os benefícios que isso traz para eles. 

Análise das receitas e despesas dos clientes

Os bancos têm acesso a uma grande quantidade de dados sobre as receitas e despesas dos clientes. São informações sobre os salários de um determinado período e as receitas que passaram por suas contas. 

Uma instituição financeira pode analisar essas informações e tirar uma conclusão sobre se o salário aumentou ou diminuiu, quais as fontes de receita mais estáveis, qual foi o gasto, quais canais o cliente utilizou para realizar determinadas transações.

Ao comparar os dados, os bancos tomam decisões informadas sobre a possibilidade de concessão de crédito, avaliam os riscos e consideram se o cliente está interessado em benefícios ou investimentos. 

Segmentação da base de clientes

Após a análise inicial da estrutura de receitas e despesas, o banco divide os seus clientes em vários segmentos de acordo com determinados indicadores.

Essas informações ajudam a oferecer aos clientes os serviços certos no futuro e isso significa que os funcionários da instituição financeira podem vender melhor os produtos auxiliares e atrair clientes com o auxílio de ofertas individuais.

Além disso, o banco pode estimar as despesas e receitas esperadas dos clientes no próximo mês e traçar planos detalhados para garantir o lucro líquido e maximizar a receita.

Avaliação de risco e prevenção de fraude 

Conhecer os padrões usuais de comportamento financeiro das pessoas ajuda o banco a saber quando algo dá errado. Por exemplo, se um “investidor cauteloso” tentar sacar todo o dinheiro de sua conta, isso pode significar que o cartão foi roubado e usado por fraudadores. 

Nesse caso, o banco entrará em contato com o cliente para esclarecer a situação.

A análise de outros tipos de transações também reduz significativamente a probabilidade de fraude. Por exemplo, a ciência de dados no setor bancário pode ser usada para avaliar riscos ao negociar ações ou ao verificar a capacidade de crédito de um solicitante de empréstimo. 

A análise de Big Data também ajuda os bancos a lidar com processos que exigem verificação de conformidade, auditoria e relatórios. Isso simplifica as operações e reduz os custos indiretos.

Gerenciamento de feedback para aumentar a fidelidade do cliente

Hoje, as pessoas deixam um feedback sobre o trabalho de uma instituição financeira por telefone ou no site e dão sua opinião nas redes sociais. 

Os especialistas analisam essas menções publicamente disponíveis com a ajuda da Data Science. Assim, o banco pode responder pronta e adequadamente aos comentários. Isso, por sua vez, aumenta a fidelidade do cliente à marca.

Oportunidade de mercado para Cientistas de Dados

Oportunidade de mercado para Cientistas de Dados

Hoje, a análise de Big Data abre novas perspectivas para o desenvolvimento bancário. As instituições financeiras que aplicam essa tecnologia entendem melhor as necessidades dos clientes e tomam decisões precisas.

Portanto, eles podem ser mais eficientes e rápidos em responder às demandas do mercado. Com o crescimento do Big Data para o Bancos aumentou a carência de bons Profissionais que possam atender as necessidades dos clientes.

Se você é um Especialista em dados ou pretende se tornar um(a), este é um mercado promissor que está apenas engatinhando, portanto, garanta já o seu lugar!

 

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
imprimir
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on print

O que achou deste artigo?

Leia também